Hooke radiofrequencia ibramed

Confira o vídeo do nosso produto:

Hooke radiofrequencia ibramed

Ref.: 001862 Compra Segura

HOOKE RADIOFREQUENCIA IBRAMED

  • Selecione a opção para Tamanho:
  • Selecione a opção para Cor:
R$ 19.788,00

R$ 18.798,60 no boleto

Parcelas em até 10x

*parcela mínima R$ 80,00

Escolha uma opção

Produto sob encomenda

Clique aqui para solicitar

Compartilhe

O Hooke é um equipamento para aplicação da energia de radiofrequência utilizada em tratamento médico, estético e cosmético, com penetração profunda ou superficial. É microcontrolado com uma frequência de operação do gerador de radiofrequência de 27,12MHz e apresenta a potência máxima de 120W, aplicador bipolar (penetração superficial até 4mm de profundidade) e monopolar (penetração profunda de 15 a 20mm de profundidade).

O equipamento permite o resfriamento por meio de um aplicador criogênico (cooling) para preservação da epiderme antes e após a terapia. E ainda conta com painel de controle touchscreen, gabinete ergonômico, rodas que facilitam seu deslocamento e pedal de acionamento.

Um óleo de origem vegetal é usado durante o tratamento para evitar a fricção entre a ponta do aplicador e a pele. O uso do termômetro infravermelho é o principal fator que indica se a potência selecionada é a ideal ou não, além, é claro, das informações sensoriais do paciente.

DIFERENCIAIS

O que é a radiofrequência?

A radiofrequência é uma energia eletromagnética que se propaga rapidamente no espaço e é constituída por um campo elétrico e um campo magnético, formando uma energia eletromagnética. Ela tem sido extensamente usada na medicina há mais de 50 anos.

O efeito de sua energia eletromagnética no corpo humano depende da frequência aplicada. Em baixa frequência, ela causa convulsão muscular e é utilizada, por exemplo, no desfibrilador elétrico, ou seja, na corrente elétrica. Em frequências mais elevadas, a energia eletromagnética induz um aquecimento nos tecidos que estão em contato com o eletrodo e é empregada, por exemplo, no bisturi elétrico. Na estética, sua aplicação teve início em 2002, nos Estados Unidos.

Nosso equipamento Hooke recebeu esse nome em homenagem ao físico inglês Robert Hooke, que publicou, em 1676, a lei de elasticidade, conhecida como a Lei de Hooke.

O colágeno é uma das proteínas mais abundantes do nosso corpo e é responsável pela forma estrutural de diversos órgãos, incluindo a pele e a tela subcutânea. As fibras de colágeno são constituídas por uma tripla hélice de proteínas que, ao serem aquecidas a uma temperatura correta por um determinado tempo pela radiofrequência, sofrem uma deformação e espessamento denominado termocontração do colágeno.

Início das aplicações terapêuticas

O uso de diatermia iniciou-se em 1892, quando d’Arsonval usou campos de radiofrequência eletromagnética com 10KHz de frequência, para produzir a sensação de calor sem as contrações musculares que ocorrem nas mais baixas frequências.

A interação da radiação eletromagnética com os tecidos biológicos varia acentuadamente com a frequência. As ondas de rádio são divididas em bandas de ondas longas (KHz) e ondas curtas (MHz). No início do século XX, eram usados equipamentos de diatermia por ondas longas, que alternavam campos elétricos em KHz. Essa tecnologia foi posteriormente empregada na construção de bisturis elétricos. Em contrapartida, a diatermia por ondas curtas refere-se ao aquecimento produzido por campos eletromagnéticos alternados por altas frequências em MHz. Quando comparados, os efeitos térmicos da diatermia por ondas longas são bem mais superficiais do que os promovidos pelas ondas curtas.

Esse tipo de aquecimento terapêutico tornou-se popular, pois a energia de alta frequência pode penetrar mais profundamente nos tecidos, apresentando superior vantagem quando comparada com outros métodos que aquecem os tecidos de maneira superficial. Enquanto que, através de um banho de luz, observa-se um declínio acentuado na temperatura.

Após 15 minutos do final do tratamento, com o uso das correntes de alta frequência, observa-se um aumento inicial na temperatura, a qual se mantém por até 90 minutos após o final do tratamento. Essa interessante comparação ressalta o efeito térmico consideravelmente mais duradouro da terapia.

Há dois efeitos provocados pelas correntes de alta frequência que controlam o comportamento dielétrico dos tecidos: um é a oscilação das cargas elétricas livres ou íons, enquanto que a outra é a rotação dos dipolos das moléculas que acompanham a mesma frequência do campo eletromagnético aplicado. São esses os efeitos responsáveis pelo surgimento de correntes elétricas e, portanto, do aquecimento dos tecidos.

O efeito da energia eletromagnética no corpo humano depende da frequência aplicada. Em baixa frequência, a energia eletromagnética causa convulsão muscular e é utilizada, por exemplo, no desfibrilador elétrico. Nas frequências mais elevadas, a energia eletromagnética induz corrente que causa aquecimento nos tecidos que estão em contato com o eletrodo e é utilizada, por exemplo, no bisturi elétrico.

Em alta frequência, o campo eletromagnético causa a polarização e a oscilação das moléculas de água. A fricção entre as moléculas transforma a energia eletromagnética em calor.

Os equipamentos de radiofrequência

A radiação eletromagnética usada para os equipamentos eletromédicos está dentro da faixa de RF usados para comunicações. Dessa forma, poderia interferir em sinais e, para evitar tal interferência, a Federal Communication Commission (FCC), que tem como função regulamentar todas as formas de telecomunicação, designou frequências específicas para aplicações médicas, que são seguidas pela Agência Nacional de Telecomunicação (ANATEL). As faixas permitidas estão centralizadas em 13,56MHz, 27,12MHz e 40,68MHz.

A frequência de 27,12MHz é a mais usada, porque possui a mais ampla faixa e, além disso, é a mais fácil e a menos cara de ser construída, portanto, é a mais estudada. O Hooke é o único equipamento brasileiro que está dentro desses padrões.

Equipamentos na faixa de frequência de KHz não aquecem os tecidos pelo campo eletromagnético gerado e sim pela resistência à passagem da corrente. O aquecimento é mais lento e, muitas vezes, a temperatura necessária não consegue ser atingida.

Efeitos terapêuticos

O Hooke induz o aquecimento nos tecidos biológicos através do efeito rotacional das moléculas de água (dipolos), que é provocado pelo campo eletromagnético alternado em alta frequência de 27,12MHz. O equipamento possui dois aplicadores de radiofrequência: o aplicador bipolar, para uma aplicação superficial (até 4mm de profundidade) e o aplicador monopolar, para uma penetração volumétrica mais profunda (de 15 a 20mm de profundidade).

  1. Movimento rotacional das moléculas de água (dipolo) no campo eletromagnético alternado (monopolar);
  2. Resistência dos tecidos à condução do campo eletromagnético da radiofrequência (bipolar).

A energia emitida pelos aplicadores do Hooke converte-se em calor, principalmente pelo aumento da cinética das moléculas de água do tecido, consequentemente, a energia se dispersa para volumes tridimensionais de tecido em profundidades controladas.

A temperatura de 57 a 61°C é frequentemente descrita como a temperatura de retração do colágeno, em que a quantidade de contração é determinada por uma combinação de tempo e temperatura. A melhor combinação entre tempo e temperatura deve ser escolhida privilegiando a proteção máxima da epiderme.

O Hooke apresenta um aplicador de resfriamento (cooling) que permite uma ação mais confortável e efetiva, pois atua como mecanismo de cuidado com a epiderme. A temperatura superficial da pele, avaliada constantemente por um termômetro infravermelho (IR), deve ser mantida entre 40 e 42°C.

Efeitos imediatos do Hooke na pele com o aplicador bipolar

A pele possui uma base de sustentação formada por fibras colágenas e elastinas, a qual determina o seu grau de firmeza e elasticidade, que diminui progressivamente ao longo do tempo, formando as rugas e deixando a pele com um aspecto flácido. As fibras de colágeno são constituídas por uma tripla hélice de proteínas.

O aquecimento dessa estrutura, com uma temperatura correta por um determinado tempo, pode induzir à imediata contração do tecido e do seu espessamento. Esse efeito é resultado da termocontração do colágeno.

A capacidade de retração do colágeno com a energia térmica não se trata de um conceito novo na área da medicina estética e é extremamente atraente quando ocorre com mínimo ou nenhum dano epidérmico. Isso acarreta uma suavização de rugas e de linhas de expressão, além de ser um poderoso auxiliar no tratamento da flacidez de pele, inclusive após a lipoaspiração.

Assim, a contração imediata do colágeno pode ser induzida pelo Hooke, objetivando o rejuvenescimento, o tratamento da flacidez de pele ou outros sinais de envelhecimento facial ou corporal.

A – Representação esquemática da estrutura em tripla hélice do colágeno; B – Contração do colágeno promovido pelo calor, transformando-se em uma estrutura em forma de bobina amorfa (adaptado de Ruiz-Esparza, 2006).

Efeitos imediatos do Hooke no tratamento da celulite e da gordura localizada com o aplicador monopolar

O tratamento com o Hooke promove mudanças na estrutura do colágeno, causando alterações morfológicas do septo de tecido conjuntivo, que contém as células de gordura. O aumento da temperatura local gera a ativação do fluxo sanguíneo, favorecendo a lipólise e a drenagem.

O Hooke proporciona um efeito de contração volumétrica da área tratada (redução de medidas) na maioria dos pacientes.

Efeitos do Hooke na pele, celulite e gordura localizada a médio e longo prazo

Os efeitos terapêuticos do Hooke são de dupla natureza: inicialmente, o tratamento provoca uma imediata contração do colágeno; em seguida, acontece o disparo de uma cascata de sinalização, envolvendo mediadores do processo inflamatório, de reparo e de regeneração tecidual em resposta à leve lesão térmica mediada.

Esse mecanismo envolve deposição e remodelação do colágeno (neocolagênese), assim como da elastina (neoelastogênese), que pode perdurar ao longo dos meses. Tal processo, ao reestruturar a pele e o tecido subcutâneo, deixa a aparência mais firme e mais lisa.


TRATAMENTOS


Flacidez corporal

Aplicação do equipamento Hooke (radiofrequência) no tratamento de flacidez corporal.

Aplicação do equipamento Hooke (radiofrequência) no tratamento de flacidez corporal.

Flacidez facial

Aplicação do equipamento Hooke (radiofrequência) no tratamento de flacidez facial.

Aplicação do equipamento Hooke (radiofrequência) no tratamento de flacidez facial.


INDICAÇÕES


  • Rejuvenescimento e tensionamento da pele;
  • Redução de celulite;
  • Redução de gordura localizada;
  • Melhora na aparência das cicatrizes;
  • Tratamento de estrias;
  • Tratamento de flacidez de pele.

Vantagens do tratamento com a radiofrequência

  • Baixo risco de complicações;
  • Pode ser aplicado em qualquer tipo de pele;
  • Baixo custo operacional;
  • Aquecimento homogêneo;
  • Praticamente indolor (sensação de aquecimento);
  • Trata-se de uma técnica não invasiva, sem efeito sistêmico, não causa dependência;
  • Sem efeitos colaterais indesejáveis.


CONTRAINDICAÇÕES


  • Gestação ou intenção de engravidar. Assim como mulheres grávidas devem permanecer a uma distância mínima de 15 metros do gerador;
  • Tumores malignos;
  • Dispositivo eletrônico implantado. Recomenda-se que um paciente com um dispositivo eletrônico implantado (ex.: marca-passo cardíaco) não seja sujeito à radiofrequência, a menos que uma opinião medica especializada tenha sido anteriormente obtida;
  • Aparelhos auditivos devem ser retirados. Se submetidos à radiofrequência, os aparelhos auditivos podem sofrer irregularidades no funcionamento. As pessoas portadoras de marca-passo e aparelhos auditivos, portanto, não devem permanecer nas vizinhanças do equipamento de radiofrequência quando ligados;
  • Tuberculose;
  • Febre;
  • Artrite reumatoide;
  • Uso recente de isotretinoína (inferior a um ano) para o tratamento da acne vulgar, pois pode induzir a uma intensa renovação da epiderme, deixando a pele altamente sensibilizada;
  • Sobre materiais preenchedores da derme;
  • Pele irritada ou com condições adversas. A aplicação da radiofrequência deve ocorrer somente sobre a pele íntegra;
  • Implantes metálicos grandes, pois os metais concentram energia eletromagnética. Para impedir possíveis concentrações de energia ao redor do implante e os perigos daí resultantes (queimaduras), a aplicação de radiofrequência deverá ser usada somente se as indicações forem mais importantes do que possíveis efeitos adversos;
  • Doenças crônicas sistêmicas, tais como: diabetes, hipertensão, doença arterial coronária, insuficiência renal etc.;
  • Alterações de sensibilidade. A aplicação de radiofrequência deve ser usada com precaução sobre zonas com alterações sensoriais. Necessita-se de especial cuidado também para pacientes debilitados, uma vez que a dosimetria depende em grande parte da sensação de calor sentida por parte do paciente. A dor é um indicativo de que se está produzindo calor excessivo;
  • Lentes de contato. Existem indícios de que pode aparecer um aquecimento localizado se o olho dotado de lentes de contato for exposto à radiofrequência. Portanto, é recomendável que o paciente remova suas lentes de contato para a aplicação de radiofrequência Hooke;
  • Tecidos isquêmicos. Deve-se evitar o tratamento sobre tecidos isquêmicos, pois o aumento da demanda metabólica não pode ser satisfeito com uma resposta vascular correspondente, podendo aparecer como consequência dor e necrose.

O equipamento deve ser usado somente sob prescrição e supervisão de um profissional licenciado.

Acompanham o aparelho:

  • 1 eletrodo aplicador de radiofrequência bipolar;
  • 1 eletrodo aplicador de radiofrequência monopolar;
  • 1 aplicador cooling (resfriamento);
  • 1 cabo de força destacável;
  • 1 pedal de acionamento;
  • 1 termômetro infravermelho;
  • 1 manual digital de operações;
  • 1 cartela de fusível sobressalente;
  • 1 vidro de óleo vegetal especial para radiofrequência 300ml;
  • 1 fita métrica;
  • 1 banner.

O uso de cabos, eletrodos e outros acessórios diferentes daqueles especificados acima, pode resultar em aumento das emissões ou diminuição da imunidade do equipamento. O aparelho e suas características poderão sofrer alterações sem prévio aviso.

Características técnicas

  • 127/240V | 50/60Hz;
  • Timer (tempo de aplicação): 1 a 30 minutos (+/-5%);
  • Dimensões (mm): 400 x 470 x 1200 (L x P x A);
  • Peso (aproximado sem acessórios): 35kg.

Produtos Relacionados

Sonopulse compact 3mhz ibramed

R$ 1.195,00

R$ 1.135,25 no boleto

Parcelas em até 10x

*parcela mínima R$ 80,00

Dermotonus esthetic ibramed

R$ 5.973,00

R$ 5.674,35 no boleto

Parcelas em até 10x

*parcela mínima R$ 80,00

Heccus turbo ibramed

R$ 10.889,00

R$ 10.344,55 no boleto

Parcelas em até 10x

*parcela mínima R$ 80,00

Neurodyn multi correntes ibramed

R$ 2.295,00

R$ 2.180,25 no boleto

Parcelas em até 10x

*parcela mínima R$ 80,00

Pague com

Selos

CNPJ: 05.543.474/0001-01
Razão Social: H B FISIO E ESTHETIC EIRELI EPP
Endereço: Avenida das Américas 3939 Bl 2 Loja J - Shopping Esplanada da Barra - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - Rio de Janeiro

© 2020 HB Fisio Esthetic - Todos os direitos reservados.